top of page
< Back

Berlim, 2014. Uma mulher reflete sobre o passado enquanto o tempo continua a avançar. Migração no tempo e no espaço. O espaço é um conceito estável – uma pessoa pode voltar para um lugar do passado? Trata-se de uma coleção de pensamentos causados por uma sensação de nostalgia. A dor de lidar com a passagem do tempo e a transformação do espaço em ruínas. Uma volta de 360 graus em torno do cronograma de uma vida. Enquanto a imagem gira em sentido horário, o corpo executa um movimento anti-horário de tal forma que o sujeito não pode parar nem controlar este ciclo.

diário n. 1: buscando segundos - Berlim, 2014
bottom of page